• PORQUE A EVOLUÇÃO É CONTÍNUA!!! Preencha seu e-mail e receba nossos Posts!

AUTOSSABOTAGEM: saiba como ela atrapalha sua vida!

AutossabotagemVocê já ouviu falar em autossabotagem? Quantas vezes você já atribuiu ao destino acontecimentos de sua vida: “Ah, foi pura sorte!” ou “Nossa, que azar!”. E eu pergunto: quantas vezes a raiz do que aconteceu estava dentro de você?

Há pessoas que estudam muito para uma prova e, na hora da dita cuja, sua mente parece uma tela em branco. Há tanta pressão, medo e ansiedade que, sem você saber, a mente dá uma ordem de bloqueio que o corpo obedece.

Sabe quando você quer conquistar alguma coisa, mas caminha na direção oposta? Por exemplo, o seu sonho é conquistar independência financeira, mas você gasta todo o seu salário. E, por vezes, ainda entra no cheque especial ou parcela a fatura do cartão de crédito. Este é um tipo de autossabotagem, afinal você está ESCOLHENDO ir na direção oposta ao que deseja!

Vejo que, por muitas vezes, desenvolvemos conceitos errados ou mesmo distorcidos e vivemos como quem está com o mapa errado. Você já pensou se realmente existe um golpe de azar na sua vida ou será que é você que se sabota? Claro, esta percepção só é possível para quem está refletindo a respeito dos caminhos que tem escolhido percorrer.

“Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve.” Lewis Carroll

Quando você está profundamente conectado consigo mesmo, tanto a direção quanto o caminho são muito importantes. Para refletir sobre isso é fundamental que você analise três fatores:

  1. De onde você partiu? Quais os recursos que você tinha quando começou?
  2. Quais foram as suas rotas anteriores? Por quais caminhos andou?
  3. Quais foram as crenças e padrões que nortearam a sua estrada? Quais são suas crenças hoje?

Digamos que esta reflexão seja uma ponta no novelo por onde você pode se guiar para se autoconhecer melhor e compreender muitos dos seus movimentos. E, a partir disso, você pode decidir se eles ainda atendem suas necessidades ou não. Leia também Autenticidade: Condição para o sucesso! 

Para aprofundar esta reflexão indico um instrumento que considero muito interessante chamado Pirâmide de Níveis Neurológicos. Através desta ferramenta é muito fácil perceber como somos “condicionados” a diferentes fatores que não estão no nível do consciente. Nossa realidade constitui apenas a ponta de um grande iceberg, muito mais complexo do que gostaríamos de imaginar.

“Ninguém é o que parece ou o que aparece. O essencial não há quem enxergue. Todo mundo é só a ponta do seu iceberg”. Luis Fernando Veríssimo

Quando estamos num processo de autoconhecimento e autodesenvolvimento é inevitável ir tomando contato com estes elementos mais profundos de nossa vida. A partir disso, podemos revisitar algumas feridas, rever alguns fantasmas e também compreender que algumas crenças não têm mais utilidade e, nem mesmo, sentido em nossa vida atual. Entretanto, todos estes aspectos quando ignorados, bloqueiam nosso caminho e nossa tendência é atribuirmos tudo o que nos acontece a fatores externos. Mas a raiz de tudo isso está dentro de nós!

Para receber atualizações do site preencha:

São comportamentos destrutivos tão enraizados que temos dificuldade até de perceber sua origem. Eles estão baseados em crenças, geralmente limitantes, que impedem nosso crescimento e fazem com que adotemos posturas repetitivas. Aparentemente se trata de um ciclo de repetição que não conseguimos interromper, porque não enxergamos que é possível experimentar modos diferentes de vivenciar as coisas.

Esta tendência está muito calcada em uma visão limitada de mundo, em que padrões são criados, talvez na infância, e parecem oferecer uma segurança de que a vida funciona de uma determinada forma. Ou seja, apesar de ser destrutiva, a autossabotagem oferece um “ganho”: a ideia ilusória de segurança, controle e apego.

Sempre que me apego a uma visão de mundo, tudo parece mais seguro e passível do meu controle. A vida parece menos assustadora e vivemos cheios de certezas, padrões e julgamentos. Mas o preço disso é uma experiência limitada e repetitiva dentro de um ciclo que não leva ao crescimento e sim à escravidão de si mesmo dentro de uma gaiola, alimentada pelas crenças limitantes.

“Eu sei que pode ser difícil ouvir isso, e talvez você até fique com raiva de mim, mas preciso dizer a verdade: você está onde se coloca.” Sri Prem Baba

Reveja sua estrada, livre-se dos obstáculos que atrapalham seu caminhar e busque experimentar novas trilhas. Abra sua mente e acredite: Você merece ser feliz!


Seu comentário é importante para nós!

Comentário(s)

Adicionar a favoritos link permanente.

Reflita Conosco!!!