• PORQUE A EVOLUÇÃO É CONTÍNUA!!! Preencha seu e-mail e receba nossos Posts!

PT, PSDB ou Você: de que lado você está?!

flag-742573_1920PT ou PSDB: independente do lado em que você está, talvez esta reflexão possa contribuir para que você pense a partir de uma ótica diferente sobre os últimos acontecimentos nacionais.

Por algum tempo eu tive uma ideologia, que fortaleceu alguns valores e acredito que me cegou para outros tantos. Aos poucos, com algum amadurecimento, senti que a questão era muito mais eu comigo mesma e parti para este caminho de reflexão profunda. Mas diante da comoção nacional dos últimos dias, senti necessidade de me expressar a respeito.

Ideologia para quê?!

Há tempos deixei de acreditar em partidos políticos e, infelizmente, cada dia mais observo injustiças e discrepâncias em nossa sociedade. Isso não se refere a nenhum partido em particular, sob minha ótica, todos eles têm profundos problemas estruturais!

Acredito que o social costuma refletir muito o individual e parece que as pessoas, cada vez mais, têm se comportado de forma lamentável, seduzidas pelo poder e consumo. Cada dia estão mais e mais frustradas, depositando suas expectativas em coisas fúteis e banais que não as satisfazem e só alimentam o ciclo de negatividade! Leia também Descubra as mentiras que sua mente conta pra você! 

Com base nisso, fico espantada que ainda existam pessoas defendendo qualquer bandeira, qualquer suposto candidato ou partido! Isso me leva a crer que a necessidade de escolher um lado e se posicionar nesta aparente “guerra de ideologia esvaziada” seja a vontade de não olhar para si e colocar no externo todas as suas expectativas e frustrações.

Já dizia o célebre Cazuza na música Ideologia que retrata com grande clareza a realidade que vivemos: “Ideologia, eu quero uma pra viver!”. É fato que o poder corrompe as pessoas, a sede de dinheiro e consumo entope, metaforicamente, as veias que levam sangue ao coração. E os olhos ficam cegos para a realidade do que realmente importa nesta vida breve, parafraseando Cazuza novamente.

angry-man-274175_960_720Agressividade gratuita

Independente da posição política, ideológica ou religiosa que você adote é imperativo que haja RESPEITO pela forma das outras pessoas pensarem! O que estou assistindo é um espetáculo de escândalos de corrupção, manipulação das massas através da mídia e oportunismos sem fim. É óbvia e notória a sede de poder e dinheiro e muitas pessoas estão indignadas, liberando agressividade nas redes sociais, nas ruas e em seus meios de convívio. E eu me pergunto: para quê? Será que isso transforma o país? Será que este tipo de postura, que só faz repetir o que a televisão mostra, resolve algo?

A força gerada pela não violência é infinitamente maior do que a força de todas as armas inventadas pela engenhosidade do homem. Mahatma Gandhi

A questão não é PT ou PSDB e menos ainda o retorno do Regime Militar, como pedem alguns absurdamente! Nada disso resolve a crise moral que está instaurada! Não vou tratar de política aqui, mas quero propor uma reflexão pessoal sobre a energia de agressividade que tem tomado conta das pessoas e têm me assustado!

Vejo inúmeros dedos apontados, pessoas que não querem falar sobre si mesmas, mas querem repetir o que a mídia aponta. Pessoas que  querem julgar e condenar beltrano e sicrano muitas vezes, inclusive, com requinte de crueldade em nome uma suposta justiça.

Jeitinho…brasilia-710160_1280

Sei muito bem que há inúmeras sacanagens que nos deixam indignados. Algumas são ocultas, mas outras são explícitas: Você já assistiu PRESENCIALMENTE à sessão da Câmara de vereadores de sua cidade? Eu já tive esta experiência e, claro, foi decepcionante pensar o salário que ganham e o desserviço que prestam! Tive também a oportunidade de assistir uma sessão da Câmara dos Deputados do Estado de São Paulo e posso dizer que a experiência foi ainda mais frustrante, levando em conta a maior responsabilidade que deveriam ter.

Enfim, há muito tempo, toleramos absurdos e fingimos que é assim mesmo. Pior, quando nos aparece a oportunidade também temos atitudes passíveis de reprovação com a desculpa de que os outros fazem “coisa pior”. Ou seja, olhamos para fora e nos perdemos do que consideramos justo e correto. Passamos a medir nosso comportamento pelos piores exemplos que encontramos. Por exemplo: se alguém nos fecha no trânsito, imediatamente buzinamos e fechamos quem tivermos oportunidade para sentir que demos o “troco” e, assim, nos sentirmos “menos lesados”.

“Onde acaba o amor têm início o poder, a violência e o terror.” Carl Jung

Acredito que é aí que está o problema! A transformação de um país não se faz com discursos inflamados, bandeiras em punho e manifestações que já se tornaram palco de guerra entre pessoas! A transformação de uma nação não se faz com bate-bate em panelas e apitos ou buzinaços!

Menos blá-blá-blá e mais “mão na massa”potter-1139047_1280

A transformação, de qualquer coisa que seja, começa com ATITUDES, pautadas no amor, respeito e na integração de pessoas unidas, verdadeiramente, pelo bem comum! A transformação sempre começa a partir de nós mesmos, de nossa capacidade de dominar nossos instintos. Somente assim podemos sobrepor a racionalidade da análise objetiva dos fatos para encontrar possíveis soluções plausíveis.

“Tente mover o mundo – o primeiro passo será mover a si mesmo.” Platão

Desde que mundo é mundo sempre houve o bem e o mal, mas acredito que este nunca teve tanta divulgação como agora. Parece que as pessoas se alimentam e propagam notícias negativas, disseminando o medo coletivo. Caso tenha dúvidas a respeito, te convido a assistir 10 minutos de noticiário ou novela para me dizer qual a mensagem que estes programas veiculam e qual a sensação física imediata que isso desperta em você!

Em relação ao cenário político e econômico recente, a mídia dissemina raiva, indignação e revolta coletiva. Isso insufla as pessoas de uma forma instintiva e visceral, que apenas abre possibilidade para oportunistas que saibam como manipular minimamente a situação. Gosto muito da expressão “Orai e vigiai!” Vale a pena salientar que o vigiai é para si mesmo, não para o outro! Será que minhas atitudes estão em concordância com o meu discurso?

hands-750281_1280Eu acredito!

Apesar de viver numa grande capital, onde tudo é muito corrido e as pessoas parecem mais concentradas em si mesmas, fico muito feliz quando observo gentilezas com idosos no metrô, pessoas cedendo seus lugares para grávidas e mães com bebês no colo. Esta percepção me faz acreditar que ainda resta algum respeito pela vida e pelo outro! São atitudes como estas que são capazes de gerar uma mudança positiva!

Não acredito em paz que precise de guerra; não acredito em justiça que precise de violência; não acredito em transformação que precise de discurso inflamado. Acredito sim em atitudes movidas pelo amor; acredito sim em exemplos de respeito e tolerância; acredito sim em transformações que comecem conosco, em nosso íntimo!

“Se você quer transformar o mundo, experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal e realizar inovações no seu próprio interior.” Dalai Lama

Então, antes de mais nada, comece por você! Só pode transformar o mundo quem transforma a si mesmo! Este site é um grande convite para reflexão e transformação constante! Meu desejo é que possamos experimentar, cada vez mais, este processo de conexão profunda com nós mesmos. Que esta conexão nos faça pessoas melhores, capazes de conviver num país cujas maravilhas naturais também estejam refletidas nas atitudes de seu povo e de seus governantes!

Vibremos na energia do bem, da paz e do amor! Namastê! (“o Deus que habita no meu coração, saúda o Deus que habita no seu coração”)

Gostou do texto? Para receber novos posts preencha abaixo.

Seu e-mail (obrigatório)


Seu comentário é importante para nós!

Comentário(s)

Adicionar a favoritos link permanente.

Reflita Conosco!!!