• PORQUE A EVOLUÇÃO É CONTÍNUA!!! Preencha seu e-mail e receba nossos Posts!

EMPATIA palavra-chave de qualquer relacionamento

tandem-744565_960_720Empatia é uma palavra fundamental quando o assunto é relacionamento, seja ele afetivo, amoroso, profissional ou familiar.

Afinal, quando somos capazes de nos aproximar da realidade do outro, conseguimos também estabelecer um vínculo forte e saudável.

Para deixar ainda mais claro este conceito, vamos recorrer ao seu significado:

“Empatia significa a capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo.”

Já destacamos aqui em outros posts, que ninguém pode matar a sua fome, nem saciar a sua sede, apenas NÓS sabemos “onde o sapato aperta”. Leia também “Saiba qual a raiz da frustração e livre-se dela!”

Quando nos dispomos a COMPREENDER, estamos abrindo uma ponte de afetividade que nos favorecerá a troca com o outro, pressuposto básico de qualquer relacionamento. Apenas quando somos capazes de sair um pouco de nosso ponto de vista e exercitamos o olhar aproximado da realidade do outro, desenvolvemos o sentimento de compaixão.

Empatia pressupõe Compaixão

trust-462554_1280Veja bem, embora este conceito esteja, muitas vezes, associado à piedade, não estamos falando de dó, pena e nada que se assemelhe à ideia de adotar ou pegar para si a dor do outro. Nada disso!

Cada um vive sua própria vida e somente esta pessoa tem capacidade para resolver seus problemas e dilemas.

O conceito de compaixão, da forma como estamos propondo, se refere puramente à capacidade generosa de olhar outro ser humano com a mesma atenção que queremos para nós. Desta forma, um olhar compassivo representa uma perspectiva de solidariedade, respeito e profunda compreensão para com o outro.

Vale a pena lembrar que jamais seremos capazes de compreender o outro na sua inteireza, pois estamos aqui para compreendermos a nós mesmos em profundidade. Mas o olhar mais compassivo, generoso e solidário nos oferece a possibilidade de estabelecer um laço de união, um compartilhar a vida, que aproxima as pessoas e torna tudo menos árido.

“Entendo que solidariedade é enxergar no próximo as lágrimas nunca choradas e as angústias nunca verbalizadas.” Augusto Cury

Convém enfatizar novamente que esta postura NADA tem a ver com piedade e menos ainda tentar resolver o problema pelos outros! Trata-se apenas do reconhecimento de nossa igualdade de condições humanas: todos queremos ser felizes e todos temos aprendizados pelos quais precisamos passar.

Limitações

swimmer-802890_1280Todos temos limitações e respeitá-las faz parte de uma atitude mais compassiva.

Eu sei que tenho tais e tais questões para resolver e vejo que o outro também tem aprendizados importantes para passar. Então, NÃO adoto uma postura de “sabe tudo”, menos ainda a perspectiva do “você não sabe o que é sofrer!”

Tanto a prepotência quanto o vitimismo por trás destes comportamentos, tornam clara uma falta de respeito para com a experiência do outro. E a partir disso as consequências são as que já conhecemos: julgamento, culpa, inveja, dedos apontados, cobrança etc. Leia também: “Como dissolver a culpa e MERECER a felicidade!”

“Cada um lê com os olhos que tem. E interpreta a partir de onde os pés pisam. Todo ponto de vista é a vista de um ponto.” Leonardo Boff

Esta frase possui uma didática impressionante, que demonstra a necessidade fundamental de RESPEITO. Ou seja, é preciso dar espaço para deixar o outro viver suas experiências e oferecer compaixão para compreender o momento singular que está passando. Desta maneira, é fundamental ter respeito pela realidade, experiência, aprendizado, limitações, momentos e circunstâncias pelas quais o outro está!

Puro amor

woman-1172721_1280Por muito tempo eu relacionei o sentimento da compaixão com o dó ou o auto-sacrifício pelo sofrimento do outro: “prova de amor maior não há que doar a vida pelo irmão” 

Mas hoje vejo com clareza a beleza deste conceito! Ele não exime o outro da responsabilidade sobre a própria vida e seus aprendizados, mas nos possibilita uma postura de apoio, de doação, de puro amor pelo outro.

Este amor está baseado na capacidade de sair do meu ponto de vista e enxergar, da maneira que eu puder e que é limitada, a realidade do outro.

Trata-se apenas de uma APROXIMAÇÃO, mas, ainda assim, a capacidade de amor desta iniciativa é muito mais importante do que a real capacidade de compreender a realidade alheia. A partir desta perspectiva da compaixão brotam sentimentos nobres como a generosidade, a tolerância e o respeito, tão fundamentais para construirmos um mundo mais habitável!

“A compaixão é que nos torna verdadeiramente humanos e impede que nos transformemos em pedra, como os monstros de impiedade das lendas.” Anatole France

Antes de julgar, cobrar ou condenar, EXERCITE o olhar compassivo! Distancie-se o suficiente das situações conflituosas e aproxime-se do ser humano que está do outro lado. Tenho certeza que, se você permitir, este ser humano estará do SEU lado, pois ambos estão aqui para aprender suas lições! Não nos cabe apontar, é preciso exercitar a compaixão no seu sentido mais sublime!

Gostou do texto? Para receber novos posts preencha abaixo.

Seu e-mail (obrigatório)


Seu comentário é importante para nós!

Comentário(s)

Adicionar a favoritos link permanente.

Reflita Conosco!!!