• PORQUE A EVOLUÇÃO É CONTÍNUA!!! Preencha seu e-mail e receba nossos Posts!

Criança Interna: busque este reencontro!

Existe em algum lugar dentro de você uma criança interna. Alguém espontâneo, autêntico, alegre e capaz de ver a vida com muito mais leveza. Existe em você uma Essência de pureza, amor e entrega, que está longe de padrões rígidos, rótulos impostos e automatismos. Existe uma criança que ainda habita o nosso ser e clama por atenção, carinho e um olhar mais amoroso.

Acesso à Criança Interna

kid-1241817_1280

Fonte: Pixabay

Sei que a infância pode ter sido um período doloroso, cheio de aprendizados difíceis e frustrantes. Mas lá também se encontra a grande chave de quem somos em Essência. Ainda que sua criança esteja ferida, ela possui recursos que você precisa e que poderão nutrir o adulto de hoje. Leia também Criança Interior.

Há um documentário fantástico, chamado Tarja Branca – A Revolução que faltava. Sensacional é pouco para resumir o brilhantismo desta produção! O tema discutido é a sociedade moderna e a falta que faz o nosso “brincar”, nossa criança pura e autêntica na vida rígida e automática que tendemos a levar, empurrados pela lógica do consumo.

Você se lembra da sua criança, que fantasiava e construía brincadeiras? Então, ela ainda está por aí, dentro de você, mesmo quando você pensa que não é capaz de fazer algo. Acontece que nossa criança requer um reencontro, uma nova aproximação, que permita que ela se mostre com toda a sua graça, leveza e sabedoria.

Criança: conexão com sua Essência 

A criança possui uma conexão muito maior com a Essência, porque ainda não passou pelos condicionamentos sociais, ainda não sofreu a pressão dos rótulos e das “responsabilidades” adultas. Vale a pena refletir um pouco mais lendo o texto de Osho “Nova Criança”

Cientes desta importância tão grande da Criança, resgatá-la dentro de nós parece ser fundamental para encontrarmos nosso sentido de vida. Ela é capaz de nos mostrar o caminho de acesso ao nosso coração, nossa profunda motivação de existir e finalmente sermos nós mesmos.

A arte de brincar

sport-562154_1280

Fonte: Pixabay

Atualmente parece que a moda é ser triste, estar depressivo, falar sobre doenças e catástrofes. Assim, vamos nos enrijecendo, dominados pelo medo, pela autodefesa e vamos perdendo nossa Essência.

Não estamos propondo aqui algo parecido com o personagem de Peter Pan, que nunca queria crescer. Mas sim o contato com sua criança viva e alegre. Isso pode se manisfestar através de práticas simples e espontâneas: um riso solto; brincar com o filho ou alguma criança próxima; divertir-se em meio à natureza, contemplando o prazer que ela pode proporcionar; a prática de um esporte com os amigos; enfim, qualquer coisa em que a proposta única seja DIVERSÃO!

Quantas vezes nos esquecemos da importância desta palavra em nossa vida? Não estou falando de shoppings, compras, jogos nos celulares ou coisas do tipo. Estou falando em pular corda, jogar cartas, empinar pipas, jogar futebol, correr com o cachorro… Sabe aquela alegria genuína que você sentia com coisas simples? Aquela sensação de ter DESFRUTADO muito bem o seu dia? Tudo isso passa por envolver seu corpo no espaço com uma dança, um banho de mar, uma corrida… Sentir-se leve como uma criança que não tem responsabilidades (livre das toneladas sobre os nossos ombros). Que tal exercitar um pouco mais este seu lado?

“Não leve a vida muito a sério – você nunca vai sair dela vivo”. Elbert Hubbard

Convide sua criança para brincar

Que tal olhar para si mesmo e enxergar que aí dentro habita uma pessoa muito especial, que já É tudo o que precisa ser! Pode estar em processo contínuo de desenvolvimento, mas todos estamos! Sob a minha ótica, este é o papel de todos NÓS nesta vida! Pare de se cobrar perfeição, pare de se esforçar, pare de sentir medo e culpa! Leia também Perfeição, perfeccionismo e afins: ferramentas de autocobrança

Lembre-se de quando você era uma criança e se deixava solta no ar, apenas brincando, desfrutando o prazer de um dia ensolarado, de uma música alegre, de um passeio de bicicleta… Enfim, feche os olhos e olhe para sua criança, lembre-se de algum prazer único e genuíno. Traga esta emoção para o presente e pense de que forma você pode introduzir mais disso no seu dia-a-dia! Tenho certeza que, desta forma,  você estará mais conectado com seu propósito de vida e sua felicidade!

Gostou do texto? Para receber novos posts preencha abaixo.

Seu e-mail (obrigatório)


Seu comentário é importante para nós!

Comentário(s)

Adicionar a favoritos link permanente.

Reflita Conosco!!!